EDIFICIO BIOCLIMÁTICO TEODORO BEAUPAIRE

Tipo: Habitação, Comercio, Bioclimática-Sustentabilidade.

Status: Projeto

Ano: 2018

Localização: São Paulo, SP, Brasil

Cliente: Privado

Área do terreno:  700m²

Área construída: 2800m²

Arquitetura: Vitor Daher, Fabio Dacca, Lucas Hideki

Grupo João de Barro: Fabio Dacca, Lucas Hideki + Vitor Daher

O projeto teve inicio quando um cliente, acostumado a empreender no ramo de construção e venda de imóveis, surge com um terreno de 700m², pensando em construir um condomínio de 6 a 8 casas unifamiliares.

Durante a análise do terreno foi constatado que estava situado em uma rua que servia como eixo de acesso do Terminal Intermodal do Sacomã, apresentando coeficiente de aproveitamento Quatro.

A possibilidade de construir 2800m² fez com que o empreendimento resultasse na obtenção de seus valores máximos de ocupação, gerando uma volumetria que ocupa as normas de recuo em seu limite.
O produto é um Edificio Residencial de 90 unidades, sendo: 2 unidades duplex de 47m², 4 unidades de 32m² preparadas para PcD , 16 unidades de 25m² e 68 unidades de 25m².

Todas as tipologias têm varanda e 92% delas são orientadas para Norte, sendo que as 8% restantes estão orientadas para as faces Leste e Oeste.
As varandas e seus toldos funcionam como proteção solar do edifício, protegendo as unidades da radiação solar no período do verão, quando o sol incide de forma mais vertical (ângulo entre 90 e 60 graus) e permitindo que recebam radiação solar no período do inverno, quando o sol incide de forma mais diagonal (ângulo entre 60 e 45 graus), tornando mais fresco ou mais quente de acordo com a época do ano.

Para cada unidade há um shaft de ventilação, na extremidade oposta da varanda, que conta, na cobertura do prédio, com um dispositivo chamado de Chaminé Solar. Esse dispositivo consiste em instalar um objeto de alta absorção térmica que receberá incidência solar e a soltará durante a noite, deixando a extremidade do duto quente em ambos os periodos. Acima dessa placa uma veneziana permite a ventilação externa, fazendo com que o duto funcione como um exaustor passivo que suga o ar de cada unidade, reforçando a ventilação cruzada em cada uma.

Como as unidades são modulares e o edifício tem suas vedações destacadas de sua estrutura, é possível que o cliente compre mais de uma, possibilitando apartamentos de 21m² até 130m².

A unidade mínima pode ser adquirida por meio do programa Minha Casa, Minha Vida.
Nunca vi um cliente tão animado na apresentação deste estudo de viabilidade como neste dia.

(11) 97779 7000
contato